08 Ideias para se Inspirar nos Jardins Japoneses


Eu adoro visitar templos budistas, seus jardins me trazem paz de espírito, e o simbolismo dos elementos me encantam, pois são profundamente ligados ao xintoísmo que é uma antiga religião japonesa.


Esses jardins tiveram sua origem na China há muitos séculos, e foram difundidos por monges budistas, e os japoneses aperfeiçoaram a técnica. Por volta do século V surgiram os primeiros jardins zen ou Karensansui, que são os jardins secos, onde o arranjo de areias e rochas representam a água, montanhas, rios... Com o intuito de serem lugares para meditação e contemplação.


Crédito foto: Kari Shea - Unsplash


Os jardins japoneses possuem algumas características típicas, normalmente são estabelecidos em volta de um templo, uma casa... e vários elementos podem ser sempre observados:


1. Água

Presente como um lago ou um pequeno riacho, e também de forma simbólica, como as cascatas secas feitas com pedriscos ou areia grossa. A água representa a vida.

Crédito foto: David Martin - Unsplash


Crédito foto: Emile Guillemot - Unsplash


2. Rochas

O seu formato e como são colocadas é um componente chave do design do jardim. Dependendo da sua forma, a pedra pode simbolizar uma montanha, uma ilha, a chama do fogo, ou uma recepção (se estiver na entrada do jardim).

Crédito foto: June Wong - Unsplash


3. Areia ou seixos

Para formar os solos.

Crédito foto: Fabrizio Chiagano - Unsplash

Crédito foto: David Emrich - Unsplash


4. Pontes

Que podem ser de madeira ou pedras. E representam a evolução e auto-conhecimento.

Crédito foto: Martijn Baudoin - Unsplash


5. Árvores e arbustos

As árvores retratam a ancestralidade. Azáleas, bordos japoneses, pinheiros e teixos são boas opções para um jardim zen.


Crédito fotos: Ryutaro Tsukata - Pexels


6. Musgos

Para criar constraste com outros elementos do jardim, ou para crescerem nas partes sombreadas ou margens dos lagos.


Crédito foto: Ryutaro Tsukata - Pexels