8 Erros que os iniciantes com suculentas e cactos cometem


1. Excesso de Água

O excesso de água é o problema mais comuns para os iniciantes com cactos e suculentas. Essas plantas precisam de um intervalo entre as regas, caso contrário podem apodrecer, elas não sabem a hora de parar de absorver água então enquanto tiverem água disponível continuam absorvendo.


Para vasos que têm furo embaixo regue até escorrer um pouco de água pelo fundo e a próxima rega será só quando a terra já estiver seca até ao fundo. Sempre bom conferir a umidade com o seu dedo ou com um palitinho.


2. Desidratação (Falta de água)

As suculentas e cactos possuem a fama que quase não precisam de água, mas é um mito, elas só precisam de um intervalo entre as regas, a frequência vai depender do tipo de vaso (cerâmica, vidro ou plástico) e principalmente da umidade do tempo da sua cidade. Em lugares mais quentes e secos a frequência será maior do que em uma cidade úmida. Novamente a dica: Secou até o fundo pode regar novamente.





3. Não fornecer a quantidade ideal de luminosidade natural e sol

É necessário escolher a sua suculenta ou cacto de acordo com a luminosidade do seu espaço. A maioria das suculentas coloridas e verde bem claras precisam de pelo menos 4 a 6 horas diárias de sol e muita luminosidade. Se não receberem a quantidade necessária de luz podem perder seu formato natural, começam a crescer compridinhas e com as folhas espaçadas, esse processo se chama estiolamento.


Por outro lado, existem algumas suculentas como as Haworthias que não toleram sol intenso e podem se queimar, normalmente são as suculentas de aspecto mais rígido (durinhas) e verde-escuras. Para essas espécies é indicado o sol da manhã ou do final da tarde.

Haworthia


4. Escolher um substrato (terra) não adequado

É indicado um substrato de textura leve pois assim a água vai escorrer e secar com facilidade. Gosto muito de substratos prontos a base de turfa e casca de pínus moída. O importante é ele ser soltinho, terra vermelha ou muito humoso não servem para suculentas e cactos porque a água vai demorar muito pra secar e as suculentas podem apodrecer. Hoje existem substratos prontos para suculentas também.


5. Fertilização

Aqui também ocorrem dois problemas, pessoas que fertilizam demais, e pessoas que nunca alimentam suas suculentas. O ideal é fertilizar as suculentas e cactos nos períodos de crescimento, a maioria das espécies cresce no verão e primavera. Então podemos usar um fertilizante para suculentas ou cactos, uma vez na primavera e uma no verão. Ou uma vez por ano trocar o substrato dos vasos por um novo, assim não há necessidade de fertilizar.




6. Plantar em um mesmo vaso plantas com necessidades biológicas diferentes

Amamos fazer arranjos em vasos ou terrários com suculentas e cactos juntos, mas é necessário usarmos plantinhas com as mesmas necessidades de umidade (água), luminosidade e crescimento.


Suculentas e mini cactos que se adaptam em ambientes internos


7. Não prestar atenção aos sinais que sua plantinha está enviando

- Suculentas magrinhas e retorcidas: Falta de água

- Suculentas com aspecto gelatinoso, folhas pesadas, e pontos negros no caule: Excesso de água, e os pontos escuros no caule indicam apodrecimento.

- Cactos encolhendo de tamanho e secando: Falta de água

- Suculentas e cactos saudáveis possuem aparência firme e cores vivas.


8. Ignorar pragas

É indicado pelo menos uma vez por semana observar as plantas para ver se não surgiram bichinhos indesejados, os mais famosos nas suculentas são as cochonilhas (bichinhos brancos e gosmentos), se você notar a presença de um retire na mesma hora porque elas se espalham rápido.


Suculentas que precisam de sol

Acesse nosso Instagram para dicas diárias.


*Fotos: Terrários & Suculentas

JUNTE-SE A NÓS

TERRÁRIOS & SUCULENTAS

COTIA - SP - BRASIL

CNPJ: 29.060.262/0001-23

aliceterrarios@gmail.com

​© COPYRIGHT TERRÁRIOS E SUCULENTAS 2016-2020